Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

Começa a avaliação dos projetos da Lei de Incentivo à Cultura

155 projetos concorrem em nove categorias
Data de inclusão: 10/02/2017 17:33

Um time de especialistas concluiu hoje a primeira parte da avaliação dos projetos submetidos à Lei de Incentivo à Cultura de Itajaí (LIC). Foram 155 projetos inscritos em nove categorias, sendo a música a área mais disputada, com 67 inscrições. Os pareceres ainda serão submetidos à Comissão Itajaiense de Avaliação de Projetos Culturais (CITAC) e os resultados devem ser divulgados na próxima semana.

Por indicação das Câmaras Setoriais, a Fundação Cultural de Itajaí convidou sete pareceristas com atuação fora do município para compor o time de avaliadores dos projetos da LIC. Ao final do trâmite, todos os pareceres ficarão à disposição para consulta dos preponentes.

De acordo com o superintendente Normélio Pedro Weber, o julgamento é técnico. Entre outros critérios listados no edital, a avaliação leva em conta a viabilidade e coerência orçamentária; comprovação de vida artística e/ou cultural no município de Itajaí nos últimos dois anos; ineditismo e criatividade.

Pareceristas

A avaliação dos pareceristas foi encerrada às 17h desta sexta-feira. Conheça os profissionais que participaram da primeira etapa:

Produção Cultural + Literatura: Gregory Haertel (Blumenau). Escritor, letrista e dramaturgo. Formado em Medicina, com especialização em Psiquiatria.

Música: Alexandre Luiz Vicente (Florianópolis). Graduado em Educação Artística com habilitação em Música pela UDESC; mestre em Musicologia-etnomusicologia pela UDESC.

Audiovisual: Iur Gomez (Florianópolis). Cineasta, roteirista e documentarista. Foi presidente do Funcine e da Cinemateca Catarinense.

Artes Visuais: Gleber Pieniz (Joinville). Jornalista e professor de Comunicação Visual, mestre em Artes Visuais, História Teoria e Crítica de Arte.

Arte Popular + Patrimônio Histórico: Acyr Osmar de Oliveira (Florianópolis). Professor, conselheiro do Conselho Estadual de Cultura, representando o folclore e artes populares; Conselheiro do Núcleo de Estudos Açoriano da UFSC.

Dança: Ana Beatriz Mattar (Balneário Camboriú). Bailarina, coreógrafa e produtora cultural. Conselheira nacional de Políticas Culturais (Ministério da Cultura), ex-presidente da Associação Profissional de Dança do Estado de Santa Catarina (Aprodança).

Teatro e Circo: Daiane Dordete (Florianópolis). Professora de Artes Cênicas da UDESC na área de voz e interpretação. Doutora e mestre em Teatro.

Recursos

Como forma de apoiar a cultura local, a Lei Municipal de Incentivo à Cultura disponibilizará até R$ 1,3 milhão para execução dos projetos culturais. O valor será dividido em quatro cotas de R$ 5 mil; 20 cotas de R$ 10 mil; 20 cotas de R$ 15 mil; 13 cotas de R$ 20 mil; seis cotas de R$ 30 mil; seis cotas de R$ 40 mil.

Há ainda um total de R$ 100 mil que será destinado exclusivamente aos proponentes que nunca foram contemplados com a Lei: quatro cotas de R$ 15 mil e quatro cotas de R$ 10 mil.
Os contemplados estarão aptos a captar recursos de contribuintes do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), até o limite de 30% do imposto devido.

________________________

Informações adicionais:

Fundação Cultural
Normélio Pedro Weber (Superintendente)
(47) 3349-1214

Secretaria de Comunicação
Karine Mendonça
(47) 3341-6121

Imagens relacionadas

Começa a avaliação dos projetos da Lei de Incentivo à Cultura
Começa a avaliação dos projetos da Lei de Incentivo à Cultura
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2017- Município de Itajaí