Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

Obra do 14º SNAI fala sobre trabalhadores das favelas

Atração gratuita está exposta Casa Burghart
Data de inclusão: 12/06/2018 15:49

A obra "Nas horas vagas construiu a própria casa", do artista visual Renan Teles, está exposta na Casa Burghardt com visitação gratuita para a comunidade. O trabalho possui duas fotografias que abordam a questão dos trabalhadores nas favelas do país. Uma delas é apoiada no chão e a outra é elevada por balaústres de concreto. O público pode prestigiar gratuitamente esta e outras obras do 14º Salão Nacional de Artes de Itajaí até o dia 15 de julho.

Para chegar ao resultado, o paulistano desenvolveu uma técnica de impressão caseira que possibilitou confeccioná-las sem ter que recorrer às gráficas especializadas. Isso resultou em pedaços de folha A4 de cada vez, de acordo com o tamanho padrão da impressora, montados em estruturas de ferro que foram pintadas apenas com a tinta de fundo (zarcão). A imagem maior (100x220cm) é um cenário digitalmente alterado do bairro onde nasceu, Cidade Antônio Estêvão de Carvalho, e a menor (100x100cm) retrata um homem de camisa social que remete a um emprego qualquer, em frente ao cenário desse urbanismo improvisado.

“Se há uma mensagem clara que quero passar, além de todas as experiências possíveis com a obra, é que nas periferias e favelas temos trabalhadores muitas vezes de jornadas duplas. Sempre ouvi pessoas com essa concepção fantasiosa de que ali temos pobres porque estes não trabalham, então quis abordar essa questão através do meu trabalho”, destaca Renan.

Segundo o artista, as características da Casa Burghardt se aliaram à obra e deram ainda mais significados. “Gostei muito do espaço escolhido pela curadora Célia Barros. O piso escuro e as paredes altas criaram um clima pesado interessante, e as obras que compartilham o espaço ampliam as possibilidades de refletir o tema Territórios proposto pela curadoria. Estou muito feliz por fazer parte dessa iniciativa”, comenta.

O horário para visitar a exposição na Casa Burghart é das 9h às 18h, sem fechar aos domingos. Nos fins de semana, o horário de funcionamento do 14º SNAI é das 10h às 16h. O local terá um mediador para ajudar na interpretação das obras, das 9h às 13h e das 14h às 18h.

PROGRAMAÇÃO

LOCAL*
ARTISTA / OBRA

*Locais com exposições montadas até o momento.

Casa de Cultura Dide Brandão | Galeria 1
Carolina Bonfim – Before or after pornography
Tiago Sant’Ana – Refino #2 (Da série Manufatura e colonialidade)
Diego de Santos – Sem Título
Joacélio Batista – Ich Bin der übermensch

Casa de Cultura Dide Brandão | Galeria 2
Elisa Arruda – Sem Título
Henrique Detomi – Sem Título
Paul Setúbal – Compensação por excesso I
Pepi Lemes – Te pego lá fora

Casa de Cultura Dide Brandão | Cafeteria
Paula Pedrosa – Jardim Esperança

Casa Konder
Viviane Teixeira – A Gula e o Bobo Guardião
Bruno Novaes – Mapa de sala
Ilana Bar – Transparências de lar
Lucas Costa – Posição nº 4
Marlos Bakker – SDDS 3404

Museu Etno-Arqueológico
Denilson Baniwa – Mural
Luís Henrique Scwanke – Cobra Coral
Mauro Caelum – Sonha Pode
Etnia Laklãnõ/Xokleng – Trilha Sapopema

Casa Burghardt
Renan Teles - Nas horas vagas construiu a própria casa
Anais Karenin – Shizen tem seca
Andrey Ziggnato – Amarelinha
Daniel Jablonski – Oriente/Ocidente
Teresa Siewerdt – Jardim de Torrões
Daniel Pinho – Limitrocidade

Itajaí Shopping
Ana Beatriz Artigas – Depois que vc foi

Sesc de Itajaí
Amanda Mei – Segmento | Azul Misterioso
Célio Celestino – Série Camadas Possíveis
Aline Moreno – Contrapostos
Elaine Andrade Arruda – Belém
Marcelo Armani – Concerto diplomático
Mariana Hachem – Hachem
Maíra Ortins – Judith: Somos todos iguais perante a lei

Todos os espaços
Mauro Caelum – Sonhar Pode
_________________________
Informações adicionais:

Fundação Cultural de Itajaí
(47) 3349-1214

Imagens relacionadas

Obra do 14º SNAI fala sobre trabalhadores das favelas
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2018- Município de Itajaí