Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

Coronavírus: Fundação divulga resultado de pesquisa de impactos na classe artística de Itajaí

Mais de 270 artistas responderam ao questionário
Data de inclusão: 11/05/2020 18:59

A pandemia do novo Coronavírus repercutiu não apenas na ordem biomédica e epidemiológica em escala global, mas também de impactos sociais, econômicos, políticos e culturais. Nesta segunda-feira (11), a Fundação Cultural de Itajaí divulgou os resultados da pesquisa de impactos na classe artística de Itajaí durante a pandemia da COVID-19. O questionário foi aplicado a toda o setor artístico cultural, por meio online, entre os dias 25 de abril e 04 de maio. A pesquisa contou com 275 respostas válidas. O resultado pode ser acessado no PDF anexado ao final da matéria.

O setor artístico cultural é estratégico para o desenvolvimento econômico, gera empregos, compõe cadeiras econômicas inovadoras e criativas, além de reproduzir valores de identidade e promover a empatia e saúde mental. Segundo a Pesquisa do Conselho Estadual de Cultura em Santa Catarina realizada em março, o valor que deve deixar circular na cadeia produtiva é de aproximadamente R$ 118 milhões de fevereiro a maio.

“Nosso setor foi o primeiro a parar e, provavelmente, será o último a retornar. A indústria criativa movimenta milhões na economia. Só em Santa Catarina, foram estimadas mais de 15 mil atividades culturais suspensas, canceladas ou adiadas. Estamos planejando ações para que possamos nos reinventar com segurança, primando pela saúde. É um momento de adaptações”, afirmou a diretora executiva da Fundação Cultural, Schibian Philemonn Oliveira.

Com o impedimento da concentração de pessoas, aulas, espetáculos de teatro, danças, shows musicais, exposições e eventos no geral tiveram sua suspensão imediata, comprometendo a renda de muitos artistas que dependem deste fator para sobreviver. Além disso, sofrem com estas mudanças todas as pessoas envolvidas na criação, produção e divulgação de eventos através de atividade direta e indireta no setor.

“Nós já estamos desenvolvendo ações desde o início da pandemia, prezando por manter contratos e outras coisas. Este mapeamento vai servir para que possamos identificar pontos mais vulneráveis e traçar ações emergenciais, mas também de médio e longo prazo”, explicou o Superintendente das Fundações, Normélio Pedro Weber.

A pandemia fez com que fosse necessário pensar novas formas de utilização do tempo e dos espaços para arte, surgindo uma era de tecnologia. Sendo assim, esta pesquisa tem por objetivo subsidiar com dados e indicadores para pensar em estratégias para implantação de ações emergenciais, no curto, médio e longo prazo. Buscando minimizar os impactos negativos gerados durante a crise pandêmica e criando alternativas necessárias para a retomada das atividades e o retorno a normalidade.

_________________________
Informações adicionais:
Fundação Cultural
(47) 99700-0521

Imagens relacionadas

Coronavírus: Fundação divulga resultado de pesquisa de impactos na classe artística de Itajaí
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2020- Município de Itajaí